Google+ Followers

quinta-feira, 26 de março de 2015

Sobre Lealdade e Integridade!


Ao enfrentar a sociedade, a opinião que menos conta é a do homem que mais se importa, do homem que mais fará e que mais contribuirá. Toma-se como certo que ele não tem nada a dizer, e as razões que ele poderia dar são rejeitadas de antemão como preconceituosas, uma vez que nenhum discurso jamais é considerado, apenas o orador. É mais fácil julgar um homem do que uma idéia (...) Integridade é a habilidade de ser leal a uma idéia e isso pressupõe a habilidade de pensar. (Ayn Rand, A Nascente, Volume I, p. 345).

quarta-feira, 25 de março de 2015

Nossa educação está podre!


É um fato visível que nossa educação está tão podre quanto nossa cultura, política e economia. O Brasil têm a segunda pior educação do Planeta segundo ranking global da Economist. O problema vai além de salários e dinheiro. Segundo a OCDE (Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico) o Brasil gasta mais de 19% de seu Orçamento com o setor. Mesmo assim estamos andando para trás: As estatísticas mais otimistas apontam a existência de 15 milhões de analfabetos funcionais no Brasil. Onde estamos errando? Ora, no método, é claro! Em breves linhas, o método Paulo Freire é uma grande farsa. Trata-se de um plágio e distorção do Método Laubach que dava ênfase à cidadania, paz social, ética pessoal, ao cristianismo e a existência de Deus. Paulo Freire copiou este método dando ênfase a luta de classes e a teoria marxista. Eis a síntese deste grande embuste conhecido como pedagogia do oprimido! 

Aqui quem fala é John Galt!

Por Kleber Men* 

Pois é, brasileiros. A vida parece que deu uma boa guinada neste início de ano. Estas palavras são para vocês que, por meio do seu duplo código moral de conduta, condena o empresário que ganha seu dinheiro honesto, mas louva aqueles que apenas conseguiram subir na vida em troca de favores do governo.

Pois bem, você que bateu no peito anos atrás, se sentindo orgulhoso que o Brasil esbanjava dinheiro em meio a uma grave crise mundial (enquanto outros países cortavam gastos e poupavam), saiba que a conta desta irresponsabilidade chegou.

Não venha com a desculpa de que você não se mete com política. Precisamos escolher um dos lados, sempre. Aquilo que é bom ou aquilo que é mal deve sempre estar bem definido em nossas mentes. Sua covardia tem um alto preço.

A você que sentia orgasmos quando eram proferidas palavras que visavam dividir nossa sociedade, agora ficará unido na mesma miséria. Tanto a miséria material, quanto a miséria moral que é algo impregnado em sua vida.

Você que sempre defendeu o “bem-estar público”, saiba que o “bem-estar público” é para aquele que não merece, pois o que merece não precisa! Muito menos de que o Estado diga a ele o que é bom ou mal. Você que sempre viu virtudes na pregação desses ideais, saiba que o futuro será de privação total.

Você que até agora se sentia privilegiado, saiba que os tempos mudaram. Você que achava que tirar dos ricos e dar aos pobres é sinal de promover a igualdade, saiba que aqueles que sempre os induziram a pensar desta forma, sempre se acharam mais iguais do que os outros.

A você que gritava que a Petrobrás era nossa, sob o seu consentimento, tal empresa foi tomada pela maior quadrilha da nossa história. A você que acha que a culpa está no Estado, mas sempre pede mais Estado, saiba que o que você mais aspirava chegou: Esteja feliz em seu mar de lama!

A você que viu o sonho da casa própria realizado pelo “Minha Casa, minha vida”, ou que enriqueceu explorando este nicho de mercado financiado com o dinheiro alheio, confiscado do salário dos que trabalham, saiba que sua conivência e condescendência custará o futuro de gerações inteiras, que ficaram por muitos anos pagando por esta farra feita com o dinheiro da poupança de nossos netos.

A você que comprou geladeira, televisão, computadores, micro-ondas, ar-condicionado, tudo subsidiado pelo dinheiro saqueado do bolso dos trabalhadores e empresários, saiba que estamos na iminência de não haver energia suficiente para o funcionamento desses aparelhos. Inclusive, muitos deixarão eles desligados em virtude do grande custo para mantê-los ligados. Lembra-se do "descontão" na conta de energia elétrica? Pois é...

Aos mestres que assistiam o governo se posicionar favoravelmente a países onde reina a morte, a violência institucional, países onde os direitos fundamentais de vida, liberdade e propriedade são violados, saiba que você pensa e age como um verme! Saiba que o padrão moral de pessoas como você, está sempre vinculado ao padrão dos marginais que estão assaltando nossa República agora!

*Kleber Men é Graduado em História pela UEM-PR, especialista em Docência no Ensino Superior (UNICESUMAR) e Mestre em História pela UEM-PR. Autor de vários livros destinados ao Ensino Superior, além de professor atualmente da educação básica e superior. Texto adaptado por Paulo Augusto Farina para publicação em Manchete do Povo, edição nº 170, p. 12.

sexta-feira, 20 de março de 2015

A culpa era da "elite" judaica?


Adolf Hitler conquistou o poder na Alemanha com base em um discurso de ódio e intolerância, promovendo a divisão racial e de classes. Suas frases prediletas eram: É culpa da elite judaica! Precisamos acabar com o capitalismo semita para construir o nacional socialismo dos trabalhadores... Pois é: Com estas e outras abordagens, Hitler ganhou, através de eleições e plebiscitos, poderes absolutos para combater as supostas diferenças "malignas". Poucos imaginavam onde chegariam as atrocidades que o nazismo cometeria em nome da "igualdade" e do "bem comum" do Povo Alemão. A mesma história se repetiu na União Soviética e sua cortina de ferro, China, Coréia do Norte, Camboja, Cuba, Venezuela, etc. A história está repleta de maus exemplos. A lição é simples: Tome cuidado todas as vezes que você ouvir: É culpa da elite branca e demais absurdos do tipo! Esta estratégia de incitação ao ódio entre classes e raças visa dividir para dominar e assim subverter a ordem democrática. O fim desta política é o totalitarismo conforme lecionou o Nobel de Economia, F. Hayek, em O Caminho da Servidão! 

quarta-feira, 18 de março de 2015

Energia limpa: As razões do atraso!


Comentando nossa nota sobre privatização das estatais, a amiga Zélle Bittencourt, de Curitiba, chamou a atenção para a necessidade de mais investimentos em energias renováveis. Questão pertinente. O Brasil está vergonhosamente atrasado no setor. A situação financeira da Eletrobrás (e outras estatais) não permite avanços e investimentos no ritmo desejável. A solução está no Mercado: Basta eliminar o monopólio estatal, reduzir a carga tributária, desregulamentar e desburocratizar o setor para atrairmos mais investimentos de empresas privadas em energias limpas. Nos moldes atuais não há empresários dispostos a investir em um setor pouco lucrativo e sem as mínimas garantias de segurança jurídica. Fatos inequívocos!

Sobre a privatização das estatais...



A Campanha pela privatização das estatais (com foco inicial na Petrobrás)  vêm ganhando  adeptos nas Redes Sociais. Privatização sim, mas sem preservar o monopólio! O melhor caminho é vender a empresa em vários lotes e abrir o mercado de vez: A Livre Concorrência é o melhor antídoto contra o aumento abusivo de preços, corrupção, incompetência e ineficiência. Trata-se de uma questão de Lógica de Mercado. A função do Estado não é produzir gasolina ou atuar no mercado financeiro. Temos problemas maiores para enfrentar: Nossa Saúde, Segurança e Educação públicas estão entre as piores do Planeta! Eis as prioridades...

domingo, 15 de março de 2015

1.500 protestaram em Rolândia!


Estive com minha Família e Amigos na Marcha pelo Impeachment em Rolândia. Uma tarde memorável. Não houve agressões ou vandalismo. Segundo estimativa da Polícia Militar 1.500 pessoas participaram. Já em Londrina foram mais de 40.000. Arapongas, Apucarana e outras cidades da região também registraram milhares de pessoas nas Ruas protestando contra Dilma e o PT. Sem dúvida, hoje vivenciamos a maior Manifestação Democrática da nossa História! Parabéns ao Povo de Rolândia, do Paraná e do Brasil! 

Rolândia terá Marcha!


Hoje é o grande dia, para o desespero alguns. Estamos presenciando apelações e baixarias de todos os tipos, desde ameaças morais e físicas à ataques virtuais de esquerdopatas. Pois bem: Algum transtornado invadiu a página da Marcha pelo Impeachment de Rolândia e cancelou o evento, que já contava com mais de 1.500 pessoas confirmadas. Os organizadores esclarecem que a Marcha será realizada! A Polícia Militar confirmou presença para conter eventuais arruaceiros e agitadores infiltrados e garantir a segurança no trânsito. O evento será hoje às 15:00 hrs na Praça Castelo Branco! Vem pra Rua fazer História! 

sábado, 14 de março de 2015

Tributo aos Comerciantes!


O símbolo moral do respeito pelos seres humanos é o comerciante. Nós, que vivemos dos valores e não do saque, somos comerciantes, tanto na matéria quanto no espírito. O comerciante é o homem que faz jus aquilo que recebe e não dá nem toma para si o que é imerecido. O comerciante não pede para que lhe paguem por seus fracassos, nem que o amem por seus defeitos. Ele não desperdiça seu corpo como sacrifício nem sua alma como esmola. Do mesmo modo que ele só dá seu trabalho em troca de valores materiais, ele também só dá seu espírito - seu amor, amizade e estima - em troca de virtudes humanas. Os  parasitas místicos que, em todas as eras, insultaram o comerciante ao mesmo tempo em que honraram os parasitas e saqueadores, sempre souberam o motivo de sua zombaria: O comerciante é a entidade que eles temem: o Homem Justo! (Ayn Rand, A Revolta de Atlas, Volume III, p. 345).

quinta-feira, 12 de março de 2015

Brasil tem a maior carga tributária da América Latina!


Segundo a OCDE (Organização para Cooperação Econômica), a Comissão da ONU para a América Latina (Cepal) e o BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento) o Brasil tem a maior carga tributária da América Latina e supera os países ricos na média. Pois é! A incompetência do desgoverno petista é tamanha que ainda conseguiu arrebentar as contas do país (a dívida federal alcançou incríveis R$ 2,296 trilhões em 2014 e a dívida externa está entre as maiores do planeta); Isso para não falar nos serviços públicos de Saúde, Educação e Segurança Pública que estão entre os piores do Mundo! É mole? 

Galopeira: Paraguai descola do Brasil!


Nossa economia deu uma guinada para baixo. Para o desgoverno, a culpa é de uma suposta crise internacional que, coincidentemente, afeta apenas os países governados pela esquerda na região (caso do Brasil, Argentina, Venezuela e Cuba). No Paraguai, as coisas estão bem diferentes desde o impeachment do "bispo" esquerdista Fernando Lugo.  

Em 2012, logo após a cassação de Lugo, a Unasul e o Mercosul isolaram o Paraguai visando asfixiá-lo. O tiro bolivariano saiu pela culatra! Em 2013, segundo o Banco Mundial, o Paraguai teve o terceiro maior crescimento econômico do Mundo: 14,51%. Para este ano, a previsão de crescimento paraguaio é de 4,5% contra -0,66% do Brasil. 

Ainda, segundo reportagem da BBC Brasil, o Paraguai está diversificando suas exportações e promovendo uma abertura econômica com base em uma legislação tributária e trabalhista definida como "simples" em relação ao Brasil e demais países do Mercosul. Empresas brasileiras já estão de mudança para lá. É o Paraguai no caminho certo!

sexta-feira, 6 de março de 2015

Sobre a Lógica...


"A lógica é a arte da identificação não contraditória. Uma contradição não pode existir. Um átomo é o que é, e o universo também; nem um nem outro podem contradizer sua própria identidade; tampouco pode uma parte contradizer o todo. Nenhum conceito formado pelo homem é válido a menos que ele o integre sem contradição no somatório de seu conhecimento. Chegar a uma contradição é confessar um erro de raciocínio; manter uma contradição é abdicar da própria mente e se exilar do domínio da realidade".
(Ayn Rand, A Revolta de Atlas, Volume III, p. 339)

quinta-feira, 5 de março de 2015

Sobre financiamento de campanha...


Tenho acompanhado os debates referentes a reforma política. O financiamento público de campanha é uma excrecência. Ele já existe, através do famigerado fundo partidário e do horário eleitoral - que de gratuito não têm nada! Seu objetivo oculto é perpetuar os partidos políticos majoritários no Poder. Já sabemos que a esquerda é especialista em tirar proveito da própria depravação. Agora estão em campanha contra o financiamento privado de campanha. Logo eles que adoram manter relações promíscuas com empreiteiras! Pela lógica, sou a favor da mesma regra existente no Japão: Apenas as empresas privadas que mantém contratos, concessões ou recebam subsídios do governo, estatais ou empresas de economia mista devem ser impedidas de fazer doações à partidos ou políticos. Nos demais casos, não deve haver nenhuma objeção, desde que as doações sejam feitas de acordo com a Lei! Medida simples, lógica e racional.

O confisco dos salários!


Os tais "direitos trabalhistas" nada mais são do que deveres impostos pelo governo ao trabalhador.  E, para arcar com esses deveres, a maior parte do salário do trabalhador é confiscada já na hora do pagamento. Somente para bancar os benefícios básicos — férias, FGTS, INSS, encargos sobre aviso prévio — são confiscados R$ 927 mensais de um trabalhador que recebe em suas mãos salário mensal de R$ 1.200. Assim sendo, um funcionário trabalhando em regime CLT, com um salário contratado de R$ 1.200, custará efetivamente ao seu empregador 80% a mais do que o seu salário. Se o trabalhador é obrigado a pagar por seus "direitos", então ele não tem um direito, mas sim um dever. Dado o atual arranjo, seria muito mais proveitoso tanto para o trabalhador quanto para os empresários dobrar o salário-mínimo e eliminar os ultrapassados encargos sociais e trabalhistas copiados do fascismo italiano.  Haveria mais dinheiro nas mãos dos trabalhadores, a mão-de-obra ficaria mais motivada e atrairíamos mais empresas e empregos para o país. Este ambiente forçaria o aumento natural dos salários que, por si só, tornaria obsoleta a lei do salário-mínimo, levando à sua extinção. É o caminho!

É apelação ou não?


Uma professora petista (o nome não vêm ao caso) publicou  no Facebook que os Estados Unidos estão organizando o impeachment da "presidenta" Dilma. É para rir ou pra chorar? Será que a inflação, a alta dos juros, impostos, combustíveis, energia, dívida pública, demissões, etc... foram planejadas em Washington? Será que foi o Tio San quem organizou o assalto bilionário à Petrobrás? Será que os caminhoneiros são agentes da CIA? Só rindo! 

quarta-feira, 4 de março de 2015

Será que aprendemos a Lição?


Será que finalmente a Sociedade e os principais partidos de esquerda aprenderam que a mentira não funciona e que o populismo não dura para sempre? Fato pacífico, esta grave crise econômica e fiscal que atinge os três níveis de governo nada mais é que o resultado lógico das últimas décadas de uma farra populista surreal com o dinheiro dos pagadores de impostos! Agora chegamos ao limite: Se persistirem nesta agenda fracassada, vivenciaremos um caos semelhante a Venezuela, Cuba e Argentina. Triste realidade!