Google+ Followers

quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Sanepar falta com a Verdade!


Diariamente sou procurado por moradores dos Jardins Caviúna e Imperial, preocupados com a construção de uma Estação Elevatória de Esgoto no final da Av. dos Expedicionários. Cabe ressaltar que a questão está sendo acompanhada pelo COMDEMA - Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente e pela Câmara de Vereadores. Em resposta ao Jornal Manchete do Povo, a Sanepar informou que realizou reunião com a Associação dos Moradores do Jd. Caviúna (para discutir a questão) em 2009. Contudo, os moradores afirmam que não foram convidados para a suposta audiência. Diante dos fatos, procuramos o Presidente da referida Associação, Sr. Avenor Belo, que, além de não ter participado de reunião alguma, afirma não se recordar de nenhuma consulta da Sanepar ou Prefeitura acerca dos fatos. Pacificamente, trata-se de um grave desrespeito à Legislação Ambiental, fato que por si só, enseja a intervenção do Ministério Público. Outra questão envolta por irregularidades está  relacionada à cessão da área. A Sanepar é uma empresa de economia mista, que visa lucro. Assim, a Prefeitura não poderia ter cedido a área através de decreto. O procedimento correto seria a desafetação, através de um Projeto de Lei, após prévia consulta à Comunidade. Trata-se, portanto, de um vício insanável cometido pela gestão Eurides Moura. Esperamos que a atual administração corrija este grave desvio legal! Caso contrário, também deverá responder por tais vícios junto ao Ministério Público! Com a palavra nossas autoridades...

terça-feira, 27 de setembro de 2011

Niilismo...


"Cada homem tem seu próprio caminho e único acesso à revelação", leciona Scholem sobre a escola de Isaac Luria. Embora possa parecer contraditório, em face de algumas declarações e estudos pretéritos, rompi com todas as formas de experiências místicas niilistas ao compreender que a Suprema Autoridade em assuntos espirituais advém única e exclusivamente das Sagradas Escrituras e de seus Sábios intérpretes!

terça-feira, 20 de setembro de 2011

Paradigmas do futuro de Rolândia...

Museu Japonês em Rolândia;
Há décadas, para nossos governantes, "desenvolvimento" se resume à abertura inúmeros  loteamentos, conjuntos e atração de indústrias (muitas vezes, poluidoras) que empregam, em sua maioria, mão de obra de baixa escolaridade. Como reflexo desta política equivocada, Rolândia teve um expressivo aumento populacional - cerca de 15 mil habitantes em menos de 20 anos. Com efeito, a infraestrutura do Município não acompanhou esta explosão populacional e os "frutos" de tal política já estão sendo colhidos: Aumento expressivo da marginalidade, assassinatos, roubos, tráfico; Falta de vagas em creches e escolas, crianças e adolescentes nas ruas e um verdadeiro caos na saúde... Enquanto isso, muitos filhos da terra, formados nas mais conceituadas Universidades estão deixando Rolândia em busca de oportunidades e empregos qualificados! De uma cidade tradicional, pacata e com excelente qualidade de vida, estamos nos tornando um Parque para indústrias pesadas e poluidoras - em sua maioria, rechaçadas por Londrina. Há 15 anos, morar em Rolândia era um privilégio: Todos se conheciam pelo nome... A Juventude saía às ruas, pois não haviam furtos, roubos, tiroteios e execuções sumárias nas vias públicas! A Cidade era menor, porém muito mais bela e acolhedora! Neste ritmo de "desenvolvimento", em 2030, teremos cerca de 100 mil habitantes! Imaginem o caos na saúde, educação, segurança pública e meio ambiente! Já passou da hora de nossos políticos refletirem: Qual futuro estamos semeando? 

quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Fantasia de Ser Árvore!

As imponentes Perobas do Norte do Paraná!
É importante conhecer,
Incorporar o outro ser.
Para melhor conviver!

Imagine ser árvore:
A casa do João de Barro,
Nos meus galhos,
Minhas folhas sussurram segredos!

O moleque catando frutas,
Minha sombra refresca
O burro matutando:
Dá para entender os Humanos?

(Bimini, Setembro de 2009).

As árvores - Arnaldo Antunes.

terça-feira, 13 de setembro de 2011

Justiça decreta indisponibilidade dos bens de Joni!

O prefeito de Rolândia, Joni Lehmann.
Há alguns meses, o Ministério Público Federal propôs Ação de Improbidade Administrativa contra o prefeito de Rolândia, a empresa Pixel Publicidade e o empresário Jian Carlos Papa. De acordo com o MPF, houve irregularidades no emprego de verba pública federal para a realização da Oktoberfest de 2009.  Durante diligências realizadas pelo Ministério Público Federal e Estadual, constatou-se que foram pagos R$ 60.272,00 à empresa Pixel Publicidade e Propaganda Ltda; R$ 29.559,00 a Paulo Luzzi Promoções Artísticas e R$ 20.000,00 (vinte mil reais) à Costa, Schubert e Cia Ltda. Apurou-se, ainda, que o Município não realizou licitação para contratação da empresa Pixel. Em Liminar datada de 06 de Setembro de 2011, o Juiz Federal Roberto Lima Santos entendeu que há substanciais indícios de autoria das condutas imputadas pelo autor (MPF) aos demandados, bem como da ocorrência de prejuízos ao erário público, o que indica a necessidade de se deferir a medida cautelar pretendida de modo a viabilizar eventual execução para a reposição do valor desviado. (...) o dano ao erário cuja reparação o autor (MPF) pleiteia atinge o montante de R$ 60.272,00 (sessenta mil, duzentos e setenta e dois reais) que, multiplicado por três (acréscimo da multa civil prevista no artigo 12 da Lei nº 8.429/92), resulta em R$ 180.816,00 (cento e oitenta mil, oitocentos e dezesseis reais), sendo este o valor que balizará a decretação de indisponibilidade de bens dos réus Joni Lehmann e Jian Carlos Papa.

terça-feira, 6 de setembro de 2011

Moradores cobram explicações!


54 quilômetros de rede, milhares de domicílios ligados, uma estação elevatória de esgoto e muita falta de informações e esclarecimentos! Domingo fui procurado por uma comitiva de Moradores dos Jardins Caviúna e Imperial, preocupados com a instalação de uma Estação Elevatória de Esgoto em Área Institucional do Município, no final da Avenida dos Expedicionários. Decidi levar a questão ao COMDEMA, na qualidade de Cidadão. Respondendo aos nossos questionamentos, o Engenheiro Sanitarista Audinil Maringonda Júnior - Secretário do Conselho, relatou que tais Estações não são hermeticamente fechadas. Portanto, além contribuírem para a propagação de pragas urbanas, emitem gases e odores. Como resultado de nossa provocação, o Conselho decidiu enviar Ofício à empresa solicitando maiores esclarecimentos. Logo após o encerramento da reunião, juntamente com Rodrigo Stutz (Diretor do Jornal Manchete do Povo) estivemos visitando as referidas obras. Também conversamos com moradores e funcionários da Sanepar. A Matéria Jornalística poderá ser conferida na próxima edição do referido Jornal. Em relação ao tema, alguns questionamentos são fundamentais: 1)- Foi feita doação desta Área Institucional do Município à uma empresa de economia mista, com ações em Bolsa de Valores? 2)- Por que os moradores dos Jardins Imperial e Caviúna não foram consultados? 3)- Por que a Secretaria de Meio Ambiente, o COMDEMA e a Câmara de Vereadores ainda não foram informados? 4)- Por que a Sanepar não realizou uma Audiência Pública com os moradores, antes do início das obras?  5)- Quais serão os reais impactos da Estação Elevatória de Esgoto para a qualidade de vida da população? 6)- Quais medidas ambientais compensatórias serão adotadas pela Sanepar na região? Com a palavra nossas Autoridades, pois Democracia é sinônimo de Transparência!

sexta-feira, 2 de setembro de 2011

Novidades no Refúgio Peroba Rosa!

O Refúgio Peroba Rosa.
Em Rolândia, uns andam obcecados pela motosserra em atitude típica de Mirapólvora, enquanto outros - poucos, é verdade - estão tentando edificar a mítica  Miraflores! O Refúgio Peroba Rosa, também é um tributo ao maravilhoso livro de Maurice Druon, o Menino do Dedo Verde. De nosso Bioma, reunimos uma vasta coleção de espécies: Pitanga, Jatobá, Gabiroba, Mamica de Porca, várias Canelas, Uvaia, Cereja do Mato,  Caroba, Gabiroba Branca e Amarela, Jaboticaba do Mato e Sabará, Jacarandá, Guajuvira, Caviúna, Ingá Laurina, Jaracatiá, Carvalho, Cabreúva, Buriti do Paraná, Coração de Negro... Outras, embora Brasileiras, são de Biomas distantes como as amazônicas, Palmeira Espinho e Sete Pés... Atualmente em flor a Gabiroba dos Campos Gerais, coletada pelo LABRE - Laboratório de Biodiversidade e Restauração de Ecossistemas da UEL, no município de Piraí do Sul - Paraná; Espécie de sabor inebriante, segundo relato de Reinhard Maack. Anunciamos a aquisição de uma muda de Pitanga do Cerrado, coletada no Estado de Mato Grosso, pelo saudoso Rolf Dietrich; O arbusto, multiplica-se por rizomas e sementes... O fruto, segundo relatos, também é delicioso - superando o sabor das nossas Pitangas arbóreas... Vamos aguardar!